O Instituto Yorenka Tasorentsi está usando o conhecimento tradicional para enfrentar a crise climática.

Nos últimos 50 anos a atividade humana levou à destruição maciça e à poluição de nosso mundo natural, atingindo o ponto em que a mudança climática se tornou a ameaça mais existencial e iminente à nossa própria sobrevivência. Esta mudança climática é alimentada principalmente pela queima de combustíveis fósseis e pela perda e degradação das florestas tropicais e está contribuindo para um aumento dos incêndios florestais mortais, furacões, correntes de ar e inundações sem precedentes. Hoje, 12-13 milhões de hectares de florestas tropicais – uma área do tamanho da Áustria – são desmatados por ano, um equivalente a quarenta hectares por minuto utilizados para agricultura, extração de madeira, mineração e estradas. 




Hoje, 12-13 milhões de hectares de florestas tropicais – uma área do tamanho da Áustria – são desmatados por ano

Desta floresta perdida, cerca de 3,6 milhões de hectares são florestas tropicais primárias, florestas tropicais antigas que contêm uma biodiversidade impressionante e fornecem serviços essenciais para a vida do mundo, tais como ar limpo, água limpa e chuva. Elas também capturam e armazenam enormes quantidades de carbono, o que é essencial para impedir o aquecimento do clima. No entanto, apenas na última década, o mundo perdeu uma área de cobertura de árvores equivalente à área combinada da França, da Alemanha e do Reino Unido. Se este padrão continuar, o mundo perderá 289 milhões de hectares de florestas tropicais até 2050 – uma área aproximadamente do tamanho da Índia. Um quarto da Amazônia está no caminho certo para ser cortado até 2030. O recente aumento do desmatamento no Brasil, com mais de 100% em 2019/2020, é um sinal preocupante de que devemos fazer mais para enfrentar esta crise.

A ciência é clara: a perda de florestas está minando os esforços internacionais para enfrentar a mudança climática, alcançar o desenvolvimento sustentável e promover os direitos humanos, a paz e a segurança. Se quisermos ter alguma chance de evitar uma mudança climática catastrófica, o desmatamento deve parar.

Com isto em mente, o Instituto Yorenka Tasorentsi tem como objetivo fornecer um caminho para uma solução para a atual crise de desmatamento, abordando suas causas de raiz de uma forma prática, significativa e exemplar. Enraizados no respeito universal por todos os seres vivos, reconhecemos que um primeiro e essencial passo para uma solução significativa está dentro do reconhecimento dos povos indígenas como guardiões deste ecossistema vital no qual eles têm vivido por gerações.

Contacte-nos

Para qualquer dúvida, por favor envie um email